NOTÍCIAS

Postado em 13 de Julho às 10h27

ABPA apoia estudos de consulta na OMC sobre dumping chinês

  • Mercoagro – Edição 2018 -

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) apoia a realização de estudos sobre eventuais consultas no âmbito da Organização Mundial do Comércio (OMC) para tratar da decisão do Ministério do Comércio da China (MOFCOM) pela aplicação de medidas de tarifas à carne de frango brasileira, como direito antidumping provisório em desacordo com as regras internacionais.
O tema esteve na pauta da Câmara de Comércio Exterior (Camex), ocorrida em Brasília (DF).
O setor defende que não há práticas de dumping por parte dos exportadores de carne de frango do Brasil, ou qualquer relação com as exportações e qualquer situação de dano mercadológico aos produtores e ao mercado da China.
A decisão do MOFCOM ocorreu após uma investigação iniciada em agosto de 2017, instada por produtores chineses. A investigação envolveu até mesmo empresas que não embarcam carne de aves para a China. Como resultado, foram aplicadas tarifas provisórias às exportações brasileiras, entre 18,8% e 38%. A decisão final sobre a continuidade da tarifação será anunciada no próximo mês pelo governo chinês.
“Apoiamos os estudos para reafirmar a intenção do setor em complementar a demanda local, auxiliando na oferta de alimentos para a população chinesa, ao mesmo tempo em que provamos que fazemos isto com idoneidade. Os dados constantes na investigação comprovam a correta postura mercadológica dos exportadores brasileiros”, explica o presidente da ABPA, Francisco Turra.

Fonte: ABPA

Veja também

Raimundo Colombo recebe missão diplomática dos países do sudeste asiático20/10/17 O governador Raimundo Colombo recebeu nessa semana, no Centro Administrativo, em Florianópolis, representantes dos estados membro da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean), em missão diplomática no Brasil. O secretário executivo de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond Vieira; o secretário de Estado da Assistência Social,......
Preço do suíno vivo registra valorização em SC e MT04/07 O preço do quilo do suíno vivo registrou valorização de preço nos estados de Santa Catarina, Mato Grosso, Distrito Federal e Rio Grande do Sul. A maior alta de preço é do suíno mato-grossense, que passou......
Santa Catarina tem preocupação com o bem-estar animal08/12/17 A preocupação com o bem-estar animal está na pauta dos produtores rurais e das indústrias catarinenses de processamento de carne. Esta é uma questão absolutamente atual. As agroindústrias barrigas-verdes......

Voltar para Notícias (pt)