NOTÍCIAS

Postado em 25 de Abril de 2016 às 13h42

Alta na exportação de carnes estimula Mercoagro 2016

O Brasil exportou em março US$ 8,35 bilhões, o que representa uma alta de 5,9% em relação ao mesmo período do ano passado. Esse valor é recorde para o mês, desde que começou a série histórica, em 1997. Do montante, o agronegócio foi responsável por 52,2% de todas as vendas ao mercado exterior. A informação é do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Em março, o complexo do soja somou US$ 3,47 bilhões em exportação e o da carne, US$ 1,24 bilhão. A carne de frango continua no topo da lista do segmento carnes, respondendo por US$ 576,68 milhões das exportações em março. Em seguida, vem a carne bovina com US$ 503,67 milhões, e a carne suína, com US$ 108,30 milhões.

“Só estes dados bastariam para mostrar a pujança da atividade rural e dos setores industriais a ela vinculados”, argumenta a diretora da Enterprise – que comercializa a 11ª Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne (Mercoagro 2016) - Maria Antônia Siqueira Ferreira. Segundo a empresária, os dados “são uma demonstração da extraordinária resistência do agronegócio, que, mesmo pressionado internamente pela crise e externamente pela queda de preços de seus principais itens de exportação, continua a crescer e, assim, evitar o aprofundamento da recessão”.

No primeiro trimestre de 2016, as exportações brasileiras somaram US$ 20,03 bilhões, alta de 8,7% em relação ao mesmo período do ano passado. As vendas externas do complexo de soja somaram US$ 5,13 bilhões. No setor de carnes, a quantidade exportada atingiu o valor de US$ 3,21 bilhões, sendo que o principal produto embarcado foi o frango, responsável por 45,9% das vendas do setor. “É uma demonstração de competividade do setor e da qualidade de seus produtos”, afirma Maria Antônia.

MERCOAGRO 2016

Os números demonstram a expansão do mercado da carne, segmento que é destaque na Mercoagro, uma das maiores feiras da indústria no mundo. A Mercoagro oferece toda a infraestrutura necessária para as empresas relacionadas ao segmento da carne, que envolve os setores de congelamento, refrigeração, automação industrial, ingredientes e aditivos, embalagens, transporte e armazenagem, equipamentos e acessórios, entre outros produtos e serviços. 

Os principais setores representados na feira são de equipamento para abate (suínos, bovinos e aves) e processamento de carne, equipamento para embalar, embalagens e etiquetas especiais, equipamentos para subprodutos, tratamento de efluentes, automação industrial, aditivos e ingredientes, EPIs, tripas, paineis isotérmicos, balanças, peças e acessórios, logística e softwares especializados. Também estarão presentes construtoras especializadas no agronegócio. 

A feira, que acontece de 13 a 16 de setembro, no Parque de Exposições Tancredo Neves, em Chapecó (SC), está com 80% dos espaços comercializados. A Mercoagro tem apoio institucional do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) e do Centro de Tecnologia de Carnes do ITAL, entre outras instituições.
 

Veja também

Santa Catarina fatura US$ 158 milhões com exportação de carnes em fevereiro08/03 Boa parte da produção catarinense de carne de frango e de suínos já tem destino certo: o mercado externo. Santa Catarina exporta os produtos para mais de 120 países, inclusive para os mercados mais exigentes do mundo. Em fevereiro, as exportações de carne de frango e de carne suína geraram receitas que passam de US$ 158 milhões. No último......
Empresa apresenta soluções inovadoras para a indústria de aves14/09 A MarelPoultry participa da Feira Internacional de Negócios, Processamento e Internacionalização da Carne – Mercoagro desde a primeira edição. A multinacional holandesa que possui escritório e fábrica em......

Voltar para Notícias (pt)