NOTÍCIAS

Postado em 05 de Abril de 2016 às 09h57

BTG afirma que 2016 será o 'ano da carne' e destaca Minerva e Marfrig

Banco foge do consenso do mercado e acredita que margens devem ser mais fortes e de longo prazo

Para o BTG Pactual, 2016 será o ano da carne. O banco de investimentos prevê margens fortes e afirma que a indústria do setor deve se beneficiar de um forte período de rentabilidade, impulsionado por uma indústria mais lógica e consolidada, uma taxa de câmbio mais amigável e um crescimento maior dos mercados de exportação. Por isso, Minerva (BEEF3) e Marfrig (MRFG3) são as apostas do banco no setor.

Para Thiago Duarte e Jose Luis Rizzardo, analistas responsáveis pelo relatório, a visão do BTG é diferente do consenso do mercado. Mesmo com as margens brasileiras de carne melhorando nos últimos trimestres, as ações do setor caíram, uma vez que a última análise mostrou que o mercado parece acreditar que tais margens podem ter curta duração. Para o BTG, elas podem ser mais longas e mais fortes devido ao oligopólio do setor ser maior do que nunca.

“Temos comumente definido no meio do ciclo o Ebitda (Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da indústria da carne a longo prazo com margens em cerca de 9%, mas acreditamos que as condições de agora podem levar a margens ainda maiores no futuro”, afirmam os analistas.

Eles ressaltam Minerva e Marfrig como os “veículos para jogar no setor”, vendo as duas companhias sendo negociadas com um desconto de 23% e 35% respectivamente em relação às médias históricas. Dessa maneira, incorporando os resultados e acontecimentos recentes, as estimativas foram ajustadas, com o BTG elevando preço-alvo de R$ 17 para R$ 18 para a ação da Minerva e mantendo o preço-alvo de R$ 10 para o papel da Marfrig.

Fonte: O Financista

Veja também

Bem-estar animal: compromisso do produtor rural e da indústria22/08/18 Por José Zeferino Pedrozo, presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de SC (Faesc) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC) É uma questão de civilidade e de humanidade. A preocupação com o bem-estar animal sempre esteve na pauta dos produtores rurais e das indústrias catarinenses e brasileiras de processamento......
Volume exportado de carne bovina avança 14% em maio para 129,8 mil t22/06/16 Em receita, a alta foi de 8%, somando US$ 503,5 milhões, ante US$ 467,8 milhões As exportações brasileiras de carne bovina avançaram 14% em maio, para 129,8 mil toneladas, ante vendas externas de 113,9 mil toneladas......
Calendário de Manejos, uma ferramenta para aumentar a produtividade20/10/17 Permitir melhor planejamento e acompanhamento das atividades relacionadas a bovinos de corte em uma propriedade rural. Esse é o principal objetivo do Calendário de Manejos Reprodutivo, Sanitário e Zootécnico, apresentado pela......

Voltar para Notícias (pt)