NOTÍCIAS

Postado em 05 de Abril de 2016 às 09h57

BTG afirma que 2016 será o 'ano da carne' e destaca Minerva e Marfrig

Banco foge do consenso do mercado e acredita que margens devem ser mais fortes e de longo prazo

Para o BTG Pactual, 2016 será o ano da carne. O banco de investimentos prevê margens fortes e afirma que a indústria do setor deve se beneficiar de um forte período de rentabilidade, impulsionado por uma indústria mais lógica e consolidada, uma taxa de câmbio mais amigável e um crescimento maior dos mercados de exportação. Por isso, Minerva (BEEF3) e Marfrig (MRFG3) são as apostas do banco no setor.

Para Thiago Duarte e Jose Luis Rizzardo, analistas responsáveis pelo relatório, a visão do BTG é diferente do consenso do mercado. Mesmo com as margens brasileiras de carne melhorando nos últimos trimestres, as ações do setor caíram, uma vez que a última análise mostrou que o mercado parece acreditar que tais margens podem ter curta duração. Para o BTG, elas podem ser mais longas e mais fortes devido ao oligopólio do setor ser maior do que nunca.

“Temos comumente definido no meio do ciclo o Ebitda (Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da indústria da carne a longo prazo com margens em cerca de 9%, mas acreditamos que as condições de agora podem levar a margens ainda maiores no futuro”, afirmam os analistas.

Eles ressaltam Minerva e Marfrig como os “veículos para jogar no setor”, vendo as duas companhias sendo negociadas com um desconto de 23% e 35% respectivamente em relação às médias históricas. Dessa maneira, incorporando os resultados e acontecimentos recentes, as estimativas foram ajustadas, com o BTG elevando preço-alvo de R$ 17 para R$ 18 para a ação da Minerva e mantendo o preço-alvo de R$ 10 para o papel da Marfrig.

Fonte: O Financista

Veja também

Deatec apresenta projetos e ações16/09/16 A Associação Polo Tecnológico do Oeste Catarinense (Deatec) participou nessa quinta-feira (16), de um café da tarde na Mercoagro 2016 (Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne), que encerra nesta sexta-feira (16), em Chapecó (SC), onde aproveitou para estreitar relacionamentos e apresentar seus projetos e ações. O......
Frimesa anuncia fim do confinamento de matrizes em gaiolas de gestação19/10/17 A cooperativa Frimesa, quarta maior produtora de carne suína do País, anunciou uma nova política de bem-estar animal, na qual se compromete a eliminar o uso de gaiolas de gestação para porcas reprodutoras até 2026. As......
Novos mercados se apresentam para a carne produzida em Santa Catarina19/04/18 De olho no mercado internacional, Santa Catarina quer ampliar as exportações de carnes. De acordo com informações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), nos próximos dias, Coreia do......

Voltar para Notícias (pt)