NOTÍCIAS

Postado em 25 de Abril às 11h08

Consumo de alimentos deve crescer 35% até 2030, aponta estudo da Embrapa

  • Mercoagro – Edição 2018 -

Lançado nesta semana o documento “Visão 2030: o futuro da agricultura brasileira"
produzido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Brasília/DF) traz como eixos as mudanças fundamentais para o crescimento do setor no Brasil.
O trabalho foi realizado ao longo de 18 meses e contou com a participação de cerca de 370
colaboradores, inclusive de instituições parceiras. O lançamento faz parte das comemorações dos 45 anos da entidade.
O presidente Maurício Antônio Lopes afirma que a instituição precisa se reestruturar e se
conectar cada vez mais rapidamente às mudanças globais. "Se as instituições permanecerem com o mesmo modelo de operação de 15 anos atrás, não vão sobreviver", coloca.
As projeções apontam um crescimento no consumo global de água (50%), energia (40%) e
alimentos (35%) até 2030. Números que são resultantes da expansão da população, aumento da idade média, avanço da urbanização e incremento do poder aquisitivo, principalmente na Ásia, na África e na América Latina.
Para Lopes esse processo envolve novas demandas como o desenvolvimento da indústria
da gastronomia, transformações digitais, novos padrões de consumo de alimentos, aumento da produtividade em áreas já abertas e preocupação com o bem-estar animal. "Esse é um movimento natural de uma instituição de ciência que está olhando para o futuro com a necessidade de seguir se reinventando", expõe.
Como forma de possibilitar essas mudanças, o presidente afirma que é necessário ter parcerias "mais ágeis" com empresas e o setor produtivo. "Estamos buscando aproximação com muitos financiadores do Brasil e internacionais interessados em investir na produção de alimentos no país", acrescenta.
O coordenador do Centro de Agronegócios da Fundação Getúlio Vargas (FGV, São Paulo/SP), Roberto Rodrigues, ressalta que, segunda as projeções da FAO, a previsão é de um crescimento produtivo global de alimentos de 20% na próxima década, sendo necessário um aumento de 40%. "Ou seja, o protagonismo do país nessa terá de ser ainda maior do que já é", afirma o ex-ministro.

O estudo da Embrapa coloca que nesse contexto, a agricultura brasileira passa por profundas transformações econômicas, culturais, sociais, tecnológicas, ambientais e mercadológicas, que ocorrem em alta velocidade e em direções distintas, causa um impacto substancial no mundo rural.

Fonte: Embrapa, adaptado pela equipe feed&food

Veja também

Soluções em balanças serão apresentadas pela Toledo do Brasil03/08 A Toledo do Brasil Indústria de Balanças Ltda é líder na área de pesagem no País. Possui uma fábrica em São Bernardo do Campo (SP), 20 filiais nas principais cidades brasileiras, mais de 1.300 colaboradores, dos quais 400 são técnicos próprios que atuam em todo o território nacional. Além disso, possui sua própria marca......

Voltar para Notícias (pt)