NOTÍCIAS

Postado em 24 de Outubro de 2017 às 16h09

Custos de produção de suínos e frangos de corte têm alta recorde em 2017

Agroindústria (26)Mercado (38)

Os custos mensais de produção de suínos e de frangos de corte calculados pela CIAS,
a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa, tiveram alta expressiva durante o mês de
setembro. O ICPSuíno/Embrapa, que no decorrer do ano havia diminuído 18,46% até o mês de
agosto, agora voltou a ser pressionado em 4,56% e fechou setembro com 190,29 pontos. Embora
o ICPFrango/Embrapa tenha variado praticamente na mesma proporção que o ICP/Suíno de
janeiro a agosto, encerrou o mês de setembro com elevação um pouco menor que o de suínos, de
2,51%, mas suficiente para voltar a inflacionar os custos de produção de frangos de corte, na casa
dos 178,29 pontos.
“Como de praxe, a variável de custo que mais impactou os ICPs, tanto de suíno, quanto de
frango, foi o item nutrição, que é basicamente composto por milho e farelo de soja. Lembrando
que o ICPFrango é calculado com base nos resultados de custos de produção de frangos de corte
do Paraná, onde a tonelada de milho no atacado sofreu um aumento de 10,13%. Já o ICP/Suíno,
que é calculado utilizando como base os resultados de custos de produção oriundos do sistema de
produção tipo ciclo completo em Santa Catarina, maior produtor nacional com 26,11% do total, o
preço da mesma tonelada de milho, obteve um incremento de 14,6% e 1,49% para o farelo de
soja. Ademais, há fortes evidências que o preço dos insumos para as rações volte a registrar
novos aumentos nos próximos meses”, diz o analista Ari Jarbas Sandi, da área de socioeconomia
da Embrapa Suínos e Aves.
No caso dos suínos, o item nutrição obteve alta de 4,42% em setembro na relação com
agosto. O mesmo item para frangos de corte obteve um aumento de 2,63%. “De qualquer modo,
mesmo as despesas com nutrição voltando a dar sinais de aumento nos custos de produção, em
2017, acumulam baixas de 14,82% (frangos de corte) e 13,99% (suínos)”, diz Sandi.
Com o aumento nos ICPs, o custo de produção do quilo de suíno vivo em ciclo completo em
Santa Catarina passou de R$ 3,18 em agosto para R$ 3,33 em setembro. Já o custo de produção
de frango de corte no Paraná passou de R$ 2,25 para R$ 2,30 por quilo vivo em setembro.
Fonte: Lucas Scherer Cardoso/Embrapa Suínos e Aves

Veja também

Cotações do suíno vivo fecham outubro com estabilidade07/11/17 Os preços do suíno vivo fecharam outubro estáveis. Segundo a análise do Cepea/Esalq a estabilidade foi reflexo da cautela de produtores em fechar novos negócios, devido à oferta restrita, e ao recuo de compradores na composição de estoques para as festas de final de ano, informou. Para os analistas do Cepea, com isso no acumulado do mês,......
Brasil assumirá dianteira na produção de grãos06/08/18 O especialista Étore Barone, da consultoria INTL FCStone, indicou que a tendência, no cenário das commodities agrícolas, é que o Brasil assuma a dianteira na produção mundial de grãos......

Voltar para Notícias (pt)