NOTÍCIAS

Postado em 27 de Março às 14h27

Especialista compara Brasil e EUA em resultados positivos no agronegócio

  • Mercoagro – Edição 2018 -

O saldo positivo da balança comercial vem mostrando uma recuperação na economia
nacional. Boa parte deste resultado vem do agronegócio, atualmente o Brasil tornou-se o maior exportador mundial de carnes. Na produção de grãos, o País ocupa posição destacada com milho e soja, 10% e 30% da produção global respectivamente, ocupando a segunda posição, abaixo dos EUA e à frente da Argentina.
"Assim como os Estados Unidos, o Brasil tem o ciclo virtuoso do agronegócio com
autossuficiência na produção da matéria prima para produção de carnes, ocupando
orgulhosamente a posição de segundo maior exportador de grãos e maior exportador global de carne", completa o membro do Comitê Macroeconômico do Instituto Superior de Administração e Economia (ISAE, Curitiba/PR), José Fabiano da Silva.
As exportações tiveram uma oscilação nos últimos anos e, em 2014, o montante exportado
foi acima de 225 bilhões de dólares, caindo para 191 e 185 bilhões de dólares nos anos de 2015 e 2016. Essa retração ocorreu em anos que houve uma das maiores taxas de câmbio, com o dólar atingindo patamares de R$ 4.
Quebras nas safras de milho e de soja ocorreram entre os anos de 2015 e 2016, dois dos
maiores contribuidores para o saldo positivo. Para Silva, esse fator reduz a oferta total do produto e, consequentemente, seu saldo exportável. "No ano de 2017 tivemos recorde de produção tanto para a soja quanto para o milho, e marcamos também novos recordes de exportação para os dois produtos, fato esse que também impulsionou a balança comercial, principalmente frente à China", relata.
O País também exportou um total de 217,74 bilhões de dólares, com o empresariado
retomando a produção visto a melhora nos níveis de confiança tanto industrial como do
consumidor. "No que tange ao comportamento do agronegócio, observamos o aumento do percentual da participação brasileira nas exportações, mostrando a força do setor e a importância na integridade das contas nacionais", explica Silva.
Fonte: ISAE, adaptado pela equipe feed&food

Veja também

Exportações de carne devem chegar a 8,8 milhões ton em 202808/08 As exportações brasileiras de carne devem alcançar 8,8 milhões de toneladas no período 2027/2028, de acordo com o estudo Projeções do Agronegócio (Brasil 2017/18 a 2027/28), da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da Secretaria de Inteligência e Relações......
Seminário apresentará novidades do mercado mundial de carnes15/07/16 Um momento único de atualização e troca de conhecimentos será proporcionado no 11º Seminário Internacional de Industrialização da Carne, o principal evento da programação paralela à......

Voltar para Notícias (pt)