NOTÍCIAS

Postado em 04 de Abril às 13h19

Evento em Chapecó assinala a conquista do Brasil livre de aftosa

  • Mercoagro – Edição 2018 -

O objetivo é comemorar a conquista do status sanitário do Brasil livre de aftosa com
vacinação. Para isso, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina
(FAESC) reúne as principais entidades do agronegócio nesta quinta-feira (05), às 10 horas da manhã, no Mogano Premium Hotel (Avenida Fernando Machado – 574-E) em Chapecó.
O ato é denominado Dia “A” da Plena Erradicação da Febre Aftosa no Brasil e dele
participarão o Governo do Estado, o Ministério da Agricultura, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), os Sindicatos Rurais e outras organizações estatais e privadas ligadas à agricultura e ao agronegócio, além de lideranças, produtores e empresários rurais.
Santa Catarina está um estágio adiantado, pois ostenta o status de área livre sem
vacinação, assinala o presidente da FAESC José Zeferino Pedrozo. No Brasil, a implantação
progressiva de zonas livres de aftosa predominantemente com vacinação avançou
significativamente e está em vias de ser concluída. A previsão é que se alcance o reconhecimento internacional de zona livre de aftosa com vacinação para as últimas áreas da região norte no próximo mês (maio) com o reconhecimento dessa condição pela Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) para os Estados do Amapá, Amazonas, Roraima e parte do território do Pará.
Pedrozo diz que é preciso celebrar a conquista desse status sanitário – para todo o Brasil –
com a mobilização dos produtores rurais. Lembra que o País necessitou de 60 anos de trabalho para ficar livre de aftosa com vacinação, enquanto Santa Catarina está ainda mais avançada, pois desfruta da condição de área livre sem vacinação.
O dirigente destacou o papel dos produtores rurais, das agroindústrias e do Ministério da
Agricultura em criar e manter condições sustentáveis para garantir o status de País livre da febre aftosa com vacinação e ampliar as zonas livres da doença (sem vacinação).
– “Em maio deste ano, durante a reunião anual da OIE, em Paris, a entidade deverá
anunciar o Brasil como país livre da febre aftosa com vacinação. A certificação oficial de que todo o território nacional é livre da doença com vacinação contribuirá para ampliar e abrir novos mercados internacionais às carnes brasileiras.”
O reconhecimento pela OIE consolidará o processo coordenado pelo Ministério. No início
de dezembro, quando foram declaradas novas zonas livres da febre aftosa com vacinação no Amapá, Roraima, em grande parte do Amazonas e em áreas de proteção no Pará, finalizou-se nacionalmente o processo de erradicação da doença. Em abril, completaram-se 11 anos sem registro de ocorrência de aftosa no País.
A programação prevê às 10 horas recepção, às 10h30 abertura, às 11 horas manifestações
e palestras sobre o DIA A e a plena erradicação da febre aftosa no Brasil com representantes da Cidasc e Ministério da Agricultura, encerrando-se com palavra do presidente da FAESC. Às 12h15 será servido almoço no restaurante do hotel.
REUNIÃO REGIONAL
No período da tarde, a Faesc reunirá os Sindicatos Rurais do oeste e extremo oeste
catarinense a partir das 14 horas, no mesmo local, para a discussão de assuntos relacionados à agricultura e ao agronegócio. O encerramento está previsto para as 17 horas.

Fonte: MB Comunicação

Veja também

Produção de 225,6 milhões de toneladas de grãos é a segunda maior da história09/02 De acordo com o 5º Levantamento da Safra de Grãos 2017/2018, divulgado nesta quinta- feira (8) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção de grãos da safra 2017/2018 pode chegar a 225,6 milhões de toneladas. Mesmo com recuo de 5,1% em relação à safra passada, que foi a maior de toda a história (237,7 milhões de t), a......
Tarifas da China aos EUA podem elevar protecionismo05/04 O ex-ministro da Agricultura e coordenador do Centro de Estudos do Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Roberto Rodrigues, mostrou preocupação com a aplicação por parte da China de......
Exportação de frango in natura atinge 272 mil toneladas em março28/03 A exportação de carne de frango in natura brasileira registrou um total de 272 mil toneladas exportadas nos 21 dias úteis de março, com média diária de 16 mil toneladas, uma queda de 0,3% na quantidade média......

Voltar para Notícias (pt)