NOTÍCIAS

Postado em 01 de Dezembro de 2017 às 14h09

Filipinas anuncia reabertura do mercado de carnes para o Brasil

Mercado (38)
  • Mercoagro – Edição 2018 -

Mais uma conquista para o agronegócio catarinense. O Departamento de Agricultura do
Governo das Filipinas emitiu esta semana um memorando reabrindo o mercado do país para a
carne de frangos, de suínos e de bovinos do Brasil. A notícia tem impacto direto em Santa
Catarina, já que o estado é o maior fornecedor brasileiro de carne suína e de frango para o país
asiático.
As Filipinas deixaram de importar produtos brasileiros em setembro deste ano. E o
documento emitido pelo Governo Filipino afirma que o sistema brasileiro atende às normas de
segurança alimentar e saúde animal, cumprindo com todas as determinações impostas pelos
órgãos reguladores daquele país.  De acordo com as estimativas do United States Department of
Agriculture (USDA) para o ano de 2017, Filipinas é o 10º maior consumidor de carne suína do
mundo e o 9º maior importador.
Santa Catarina responde por toda carne suína exportada pelo Brasil para as Filipinas. E só
este ano, de janeiro a setembro, já foram embarcadas 1.667 toneladas de carne suína, faturando
US$ 2,83 milhões. Segundo o secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, a
retomada das exportações para as Filipinas dá um novo fôlego para o agronegócio catarinense.
“Em Santa Catarina sanidade animal e vegetal são prioridades. Investimos muito para que o nosso
estado fosse referência em saúde animal e isso tem um impacto muito grande na busca e
manutenção de mercados importantes”, afirma.
Grande parte da carne de frango que o Brasil exporta para aquele país também tem
origem em Santa Catarina. Nos últimos nove meses, o estado vendeu 22.590 toneladas de carne
de frango (67% do total brasileiro), gerando uma receita de US$ 22,5 milhões.
EXPORTAÇÕES DO BRASIL
De janeiro a setembro deste ano, o Brasil exportou 35.452 toneladas de carne de frango
para as Filipinas, com um faturamento que passa de US$ 19,2 milhões. Deste total, 67% foram
produzidos em Santa Catarina.
A carne suína enviada pelo Brasil foi toda produzida no estado. Portanto foram 1.667
toneladas e uma receita de US$ 2,83 milhões.
 
Fonte: Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca

Veja também

Penas de frango - dando ao resíduo uma nova vida13/08 Uma empresa espanhola está procurando usar penas de galinha como uma forma de plástico para dar ao resíduo tradicional uma nova vida. Estima-se que a indústria avícola europeia gerou cerca de 3,1 milhões de toneladas de penas descartadas em 2014. Mas agora Sarah Montes, cientista pesquisadora da firma espanhola Cidetec, acredita que as penas podem ser transformadas. Os......

Voltar para Notícias (pt)