NOTÍCIAS

Postado em 18 de Julho de 2018 às 13h45

Frango: 25 principais importadores do Brasil no semestre

  • Mercoagro – Edição 2018 -

Analisado o quadro dos 25 principais importadores da carne de frango brasileira no primeiro semestre de 2018, constata-se que ele permanece praticamente inalterado (do rol, saiu apenas a Venezuela, cedendo lugar à Jordânia), mas com significativas mudanças de posição. Não entre os seis primeiros importadores, que permanecem os mesmos (Arábia Saudita, China, Japão, África do Sul, Emirados Árabes Unidos e Hong Kong). Mas quem ocupava a oitava posição um ano atrás agora surge no 24º posto: é o Egito, cujo volume importado recuou 77%.
Mas há outros retrocessos que, em volume, são ainda mais expressivos. Caso, específico,
dos 25% de redução da Arábia Saudita: foram 85 mil toneladas a menos, superando a redução de 58 mil toneladas do Egito. E outras quedas relevantes se sucedem: de 15% do Japão (31 mil toneladas a menos) e de 16% de Hong Kong (20 mil toneladas a menos).
Desta vez, por sinal, a redução de Hong Kong não foi neutralizada pelo aumento das
importações chinesas, como já ocorreu em algumas ocasiões anteriores. Pois ainda que a China tenha aumentado suas importações em 7,5%, o incremento em volume não chegou a 15 mil toneladas.
Mesmo assim, o mercado chinês permanece como o importador número 1 da carne de
frango brasileira, pois as importações somadas de China e Hong Kong chegaram as 318,6 mil toneladas, superando em um terço o volume importado pela Arábia Saudita.
Dez países ascenderam a uma nova posição no grupo dos 25 principais importadores. Mas,
entre eles, apenas um teve ascensão significativa: o México, que saltou do 18º para o 7º posto.
Infelizmente, porém, o aumento mexicano não conseguiu neutralizar a queda de volume do grupo que, em relação ao mesmo semestre do ano passado, fechou o período com redução de 13,48%.
E uma vez que os restantes 115 importadores reduziram suas compras em 12,88%, o
semestre acabou sendo encerrado com sensível queda de volume (quase 13,5% a menos), o que sugere que ocorreram, também, perdas de mercado. Certo?
Errado. Pois, neste ano, a carne de frango brasileira já chegou a 140 diferentes países,
nove a mais que no 1º semestre de 2017. Camboja, Belize, Nigéria, Uzbequistão, Bangladesh, República Dominicana, Brunei, Ilhas Comores, Sint Maarten e Paquistão estão entre os novos importadores. E apenas cinco dos clientes de 2017 nada adquiriram no semestre passado: Montenegro, Eslovênia, Zimbábue, Indonésia e Panamá.
Como registro final, vale observar que o Brasil ainda corre o risco de perder aquele que já
esteve entre seus mais importantes importadores de carne de frango: a Venezuela – que, por exemplo, quatro anos atrás, no primeiro semestre de 2014, foi o quarto principal importador do produto. Neste ano, entre janeiro e junho, a Venezuela recebeu apenas 85 toneladas de carne de frango brasileira, 99,58% a menos que no primeiro semestre de 2017.

Fonte e gráfico: Avisite

Veja também

Posicionamento da ABPA sobre exportações de animais vivos07/02/18 A ABPA comemorou a decisão da presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), desembargadora Cecília Marcondes, que derrubou a liminar que proibia as exportações brasileiras de animais vivos, atendendo a um recurso apresentado pela Advocacia-geral da União (AGU) por solicitação do Ministério da Agricultura, Pecuária e......
Peças para reposição são o destaque da Solufrigo03/06/16 A empresa Solufrigo Componentes Industriais LTDA, fábrica de peças de precisão para reposição das máquinas frigoríficas importadas, estará pela primeira vez na Feira Internacional de Negócios,......
Santa Catarina continua na liderança no abate de suínos no país27/06/16 Entre os estados brasileiros, Santa Catarina continua liderando o abate de suínos no primeiro trimestre do ano. O crescimento em relação a 2015 foi de 6,6% e houve aumento de 74,5% no volume exportado, mantendo-se como principal......

Voltar para Notícias (pt)