NOTÍCIAS

Postado em 10 de Novembro de 2017 às 17h32

Frango: maior demanda sustenta preço interno, apesar da redução dos embarques

Mercado (38)Agroindústria (26)

As exportações de carne de frango caíram em outubro pelo segundo mês seguido, mas os
preços internos da proteína estão firmes e, inclusive, em alta neste início de novembro em muitas
regiões acompanhadas pelo Cepea. Segundo pesquisadores do Cepea, esse cenário indica uma
melhora na demanda brasileira por carne de frango, o que vem ajudando a absorver o volume que
não foi embarcado.
Em outubro, o Brasil exportou 358,8 mil toneladas de carne de frango in natura, redução de
5,6% frente ao volume de setembro/17 e a menor quantidade desde maio/17, segundo dados da
Secex. No mercado interno, por sua vez, os preços do frango inteiro resfriado subiram 0,3% em
Toledo (PR) entre 1º e 8 de novembro, a R$ 4,07/kg nessa quinta-feira, 9. O produto congelado se
valorizou 0,7% na mesma praça, para R$ 3,51/kg nessa quinta.
No mercado de cortes, todos os produtos levantados pelo Cepea, tanto congelados quanto
resfriados, registraram aumentos nos valores no atacado da Grande São Paulo. 

Fonte: Notícias Agrícolas com informações do Cepea

Veja também

Comitiva divulga Mercoagro 2018 em Atlanta06/02 O gerente do projeto Mercoagro Nadir José Cervelin e a diretora da Enterprise Feiras e Eventos Maria Antônia Siqueira Ferreira participaram, nos dias 30 e 31 de janeiro e 1º de fevereiro, da Feira Internacional Poultry Expo, em Atlanta, estado da Georgia, uma das principais regiões produtoras de aves dos Estados Unidos. Eles divulgaram a 12ª edição da Mercoagro (Feira......
Biotecnologia entra na pauta de negociações com a China21/05 Na pauta da última agenda da missão internacional para expandir o mercado brasileiro de agronegócio na China, o ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), esteve na sexta-feira (18), com o ministro da......
Adiada a implantação do corredor do milho05/02 As fortes chuvas que caem no Paraguai atrasaram as obras de melhorias da rodovia de acesso ao porto paraguaio de Itapua e determinaram o adiamento da implantação da conexão transfronteiriça batizada de Corredor do Milho. O......

Voltar para Notícias (pt)