NOTÍCIAS

Postado em 02 de Maio de 2016 às 16h01

Globalfood apresentará soluções tecnológicas na Mercoagro 2016

A Globalfood comemora 29 anos em 2016 como uma das principais fornecedoras de soluções tecnológicas e de ingredientes para a indústria alimentícia brasileira. A empresa fornece sistemas de estabilizantes, culturas, coalhos, enzimas, conservantes, aromas texturizantes e kits para análise de antibióticos para os segmentos de laticínios, derivados de carne, derivados de trigo, cerveja e food service e apresentará as principais novidades para o segmento na Mercoagro 2016.

A empresa tem como objetivo primordial dar suporte técnico para os seus clientes na busca por soluções tecnológicas. Pensando nisso, dispõe de colaboradores especializados e plantas-piloto de processamento para responder às demandas de melhoria de qualidade, processo e redução de custos.

Além do corpo técnico com excelente formação acadêmica e experiência industrial, conta com parceiras internacionais, como a DSM (Holanda), líder mundial em fornecimento de soluções biotecnológicas; Kalsec (USA), fornecedora de antioxidantes naturais e óleos essenciais; e a Butter Buds (USA), empresa fornecedora de agentes de corpo naturais, obtidos por processos enzimáticos. 

Um dos destaques da Globalfood é as culturas starters para produtos cárneos maturados ou fermentados, antioxidantes naturais obtidos de óleo essencial de alecrim e soluções de estabilização de pratos prontos, além de soluções em saborização.

“A Mercoagro é uma importante feira por se situar dentro de um polo de produção de alimentos, principalmente dentro do setor de carnes. A exposição possibilita à empresa apresentar ao mercado e aos seus clientes as novidades tecnológicas”, destaca Jaime Marcos Dietrich.

MERCOAGRO 2016

A 11ª edição da Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne está programada para o período de 13 a 16 de setembro de 2016, no Parque de Exposições Tancredo Neves, em Chapecó (SC). A Mercoagro 2016 é organizada pela Associação Comercial e Industrial (ACIC) e tem apoio institucional do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) e do Centro de Tecnologia de Carnes do ITAL, entre outras instituições.

Faça seu credenciamento online aqui

Veja também

Zimbábue abre mercado para genética avícola do Brasil08/02 O Zimbábue aceitou a proposta de Certificado Sanitário Internacional proposto pelo Brasil, e é o mais novo mercado aberto para o setor de genética nacional.  A informação foi repassada nessa quarta-feira (07) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil a Associação Brasileira de Proteína......

Voltar para Notícias (pt)