NOTÍCIAS

Postado em 16 de Maio de 2017 às 15h18

Maggi encerra visita ao Kuwait com promessa de reabertura de mercado

Mercoagro – Edição 2018 Visita de três dias ao Kuwait foi encerrada nesta segunda-feira (15) pelo ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) com a promessa do governo daquele país de reabertura do mercado...

Visita de três dias ao Kuwait foi encerrada nesta segunda-feira (15) pelo ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) com a promessa do governo daquele país de reabertura do mercado para carnes bovinas provenientes do Brasil, que estava fechado desde 2015. Maggi reuniu-se com os ministros da Agricultura (Mohamed Al Gabri) e da Indústria e Comércio (Khaled Nasser Abdullah Al Roudan), depois de 12 anos de ausência de autoridades brasileiras em visita ao país.
De acordo com o ministro, além de demonstrar interesse em aumentar o intercâmbio na área do agronegócio, a pauta anualmente é de apenas US$ 300 milhões, “há muito espaço para crescer”, conforme observou, foram apontadas a autoridades locais oportunidades de investimento no Brasil. "Ficou acertada a liberação do comércio de bovinos vivos e, na sequência a certificação sanitária para a entrada de carne bovina resfriada no Kuwait. Também houve acordo para avançar em material genético destinado a avicultura (ovos férteis e pintinhos de um dia). Os embargos aos produtos brasileiros no país serão todos revogados, em breve," informou.
Em reunião na Câmara Árabe Brasil, presidida por Fahd al Salem, e em entrevista à imprensa na capital, o ministro comentou sobre o avanço das reformas previdenciária e trabalhista em curso no Brasil e as mudanças nas regras de concessões à inciativa privada e da legislação para a compra de terras por estrangeiros. São inciativas que trazem maior estabilidade e outras que flexibilizam o ingresso de capital, afirmou, acrescentando que “farão do Brasil um país muito diferente”.
A queda das taxas de inflação para um patamar entre 3,5% e 4% ao ano, também foi lembrada por Maggi, que projetou aumento da produção agrícola de 36%, em dez anos. “Nossa produção é autossustentável, não depende de subsídios”, frisou.
O Brasil respeita contratos, o capital estrangeiro pode entrar e sair livremente, disse em discurso na câmara de comércio. As condições para empresas estrangeiras são as mesmas que vigoram para as empresas nacionais. O investimento direto estrangeiro não está sujeito à tributação e joint-ventures são bem-vindas, completou. Ele lembrou ainda que os investimentos estrangeiros no Brasil somaram US$ 80 bilhões no último ano.
O ministro destacou que o Brasil é um grande país agrícola, fornecedor de alimentos de qualidade para mais de 150 países. “E queremos estar mais presentes aqui no Kuwait”, declarou. O ministro convidou ministros e autoridade de sanidade animal para visitarem o país. Além disso, ficou acertado que a Embrapa e o Kuwait Institute of Cientific Research firmarão parceria para desenvolver pesquisas conjuntamente.
Blairo Maggi explicou a jornalistas, durante a coletiva, detalhes da operação carne fraca, destacando que fraudes detectadas eram de natureza econômica, que os servidores envolvidos foram afastados (33 entre 11 mil do Mapa) e que o próprio governo suspendeu a exportação de frigoríficos investigados.
Nesta terça-feira (16), o ministro estará na Arábia Saudita, com reunião prevista na Saudi Agricultural and Livestock Investment Company, e na quarta-feira (17), junto com representantes de entidades empresariais brasileiras participará do seminário, na capital Riyadh, Investimento no Brasil: Agronegócio e Infraestrutura.
 

Veja também

Mapa realiza operação para evitar fraudes em pescados21/02/18 Equipes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) realizaram nesta terça-feira (20) a “Operação Semana Santa” em 12 estados e no Distrito Federal, coletando amostras de pescado nacionais e importados, na rede varejista. Esta ação tem por objetivo o controle oficial de eventuais fraudes por substituição de......
Exportação de frango in natura atinge 272 mil toneladas em março28/03/18 A exportação de carne de frango in natura brasileira registrou um total de 272 mil toneladas exportadas nos 21 dias úteis de março, com média diária de 16 mil toneladas, uma queda de 0,3% na quantidade média......

Voltar para Notícias (pt)