NOTÍCIAS

Postado em 21 de Junho de 2017 às 08h56

Maggi reforça importância da parceria com Hong Kong, principal importador de carne brasileira

Mercoagro – Edição 2018 Em encontro com o secretário de Alimentos e Saúde, Ko Wing-man, ministro refirmou qualidade do produto brasileiro Em viagem à China, onde participou no fim de semana da 7ª Reunião de...

Em encontro com o secretário de Alimentos e Saúde, Ko Wing-man, ministro refirmou qualidade do produto brasileiro

Em viagem à China, onde participou no fim de semana da 7ª Reunião de Ministros da Agricultura dos BRICS (bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), o ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), visitou Hong Kong, região administrativa do país e principal importador de carnes do Brasil. No ano passado, o volume de negócios fechados do produto foi US$ 1,6 bilhão.
Blairo Maggi agradeceu a Ko Wing-man, secretário de Alimentos e Saúde de Hong Kong, a compreensão demonstrada no episódio da Operação Carne Fraca. “Nos ajudaram muito naquele momento”, disse o ministro, acrescentando que a reação foi técnica e rápida por parte do governo de Hong Kong. “Queremos continuar parceiros”, afirmou o secretário.
O ministro explicou que o Mapa continua apoiando as investigações feitas pela Polícia Federal e que não houve problemas com a qualidade dos produtos. Mesmo assim, observou que os processos estão sendo reexaminados e que a sua orientação no ministério é dar transparência e reforçar os controles. Disse ainda que, na semana anterior à viagem à China, esteve reunido no Ministério do Planejamento para falar sobre a ampliação de investimentos em tecnologia e em pessoal.
“Estamos reformulando procedimentos e retirando burocracias desnecessárias para deixar as pessoas cuidando do que é mais importante. Queremos deixar as coisas bastante claras e transparentes para o mundo. Os senhores podem esperar transparência nos processos e nas nossas comunicações”, assegurou. De acordo com o ministro, a equipe de Ko Wing-man está organizando uma missão técnica para visitar o Brasil.
Na sexta-feira (16), em Nanjing, Blairo Maggi propôs que o Plano de Ação 2017-2020 dos BRICS estabeleça um grupo de trabalho para o monitorar e apresentar propostas que ampliem o fluxo de comércio e de investimento agropecuário e agroindustrial entre os países do bloco. “É fundamental contarmos com mecanismo para superar barreiras ao comércio”, ressaltou.
A comitiva do ministro foi integrada pelo secretário de Relações Internacionais do Agronegócio do Mapa, Odilson Silva, e do presidente da Embrapa, Maurício Lopes. A viagem serviu também para reuniões de interesse recíproco com todos os países do bloco econômico.

Fonte: Ministério da Agricultura

Veja também

Brasil deve ser reconhecido país livre da pleuropneumonia bovina pela OIE17/05/17 O Brasil deverá ser reconhecido como país livre da pleuropneumonia contagiosa bovina (CBPP na sigla em inglês), na reunião da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), que será realizada na próxima semana, entre os dias 21 e 26 , em Paris. Segundo o diretor do Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e......
Acic renova contrato com Enterprise para venda da Mercoagro 202014/09/18 A Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) renovou contrato com a Enterprise Feiras e Eventos para a venda da 13ª edição da Mercoagro – Feira Internacional de Negócios, Processamento e......
BRDE será patrocinador da Mercoagro com iniciativa inédita25/05/18Mercoagro On Business vai permitir que visitantes e expositores conheçam as soluções de financiamento à inovação O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE está confirmado com patrocinador da Mercoagro, maior feira da indústria de processamento de carnes da América Latina. Para a 12ª edição do evento, o BRDE......

Voltar para Notícias (pt)