NOTÍCIAS

Postado em 08 de Maio às 15h17

Mapa apresenta ações contra fraudes em frigoríficos a embaixadas de 29 países e blocos

Mercoagro – Edição 2018         (Foto: Carlos Silva/Mapa) Durante a reunião, secretário de Defesa Agropecuária reforçou a qualidade e segurança alimentar das carnes brasileiras O...

        (Foto: Carlos Silva/Mapa)

Durante a reunião, secretário de Defesa Agropecuária reforçou a qualidade e segurança alimentar das carnes brasileiras

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) apresentou, nesta sexta-feira (5), balanço das ações desenvolvidas durante a Operação Carne Fraca aos representantes das embaixadas de 29 países e blocos que importam carne brasileira. A operação foi deflagrada pela Polícia Federal em março último. Diante das denúncias de supostas irregularidades, o Mapa adotou uma série de procedimentos com objetivo de mostrar aos importadores a segurança e a robustez do sistema de inspeção sanitária de produtos de origem animal.

De acordo com o secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, Luis Pacifici Rangel, o Brasil não tem problemas sanitários. “O que aconteceu foram desvios de conduta de uma minoria de servidores. O problema foi pontual. Exportamos para mais de 160 países e recebemos diversas mensagens de solidariedade, que atestam a sanidade e qualidade dos produtos brasileiros.”

O diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal da Secretaria de Defesa Agropecuária, José Luis Ravagnani Vargas, reafirmou aos diplomatas e adidos agrícolas que houve agilidade em demonstrar a segurança do Serviço de Inspeção Federal (SIF) brasileiro frente às denúncias apresentadas pela PF.

Atualmente, 18 estabelecimentos permanecem proibidos de exportar carnes. Os servidores afastados em razão de envolvimento no caso já foram substituídos. Além disso, o Mapa já substituiu algumas chefias dos serviços de inspeção de produtos de origem animal nas superintendências federais de Agricultura de alguns estados e está em processo de substituição de outras.

Entre os 29 países e blocos que participaram da reunião, em Brasília, estavam representantes dos Estados Unidos, Japão, Chile, Austrália e União Europeia.

Mais informações à imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
Inez De Podestà
imprensa@agricultura.gov.br

Fonte: MAPA

    Veja também

    União Europeia amplia mercado de carne industrializada do Brasil10/06/16 Em 2015, o Brasil exportou 104,4 mil toneladas de carne industrializada, o que gerou uma receita de US$ 633,58 milhões  A União Europeia (UE) ampliou de 9 para 23 o número de estados que podem fornecer carne bovina para a fabricação de produtos industrializados (carne enlatada) de exportação. "Este é um avanço no reconhecimento de status......

    Voltar para Notícias (pt)