NOTÍCIAS

Postado em 07 de Julho de 2016 às 09h34

MERCOAGRO 2016 apresenta soluções em embalagens

Desde que a MERCOAGRO nasceu, há 22 anos, a Trombini Embalagens vai a Chapecó participar da feira. “Estar presente em mais uma edição da Mercoagro representa mais do que um marco de apresentação de produtos. Representa estar presente num evento de relacionamentos entre empresas, onde o mais importante do que produzir caixas e sacos é oferecer soluções completas em embalagens. Fatores esses que consideramos essenciais para a continuidade dos negócios”, afirma o assessor de mercado da Trombini, Álvaro João Pressanto.

Fundada em 1941, na cidade de Morretes, no Paraná, a empresa é uma das maiores fabricantes de caixas de papelão ondulado do sul do país, com uma expedição de 175 mil toneladas de embalagens de papelão ondulado, 40 mil toneladas de sacos de papel multifoliados, 70 mil toneladas de papel Kraft e 90 mil toneladas de papel reciclado por ano.

A empresa detém 5,3% do mercado nacional de caixas de papelão ondulado e 16% do mercado de sacos de papel, no qual 6% do faturamento do grupo se devem às exportações. A fábrica atende clientes principalmente da região sul e sudeste do país e do Mercosul.

A Trombini possui cinco fábricas no país: no Paraná (Curitiba: uma unidade de papelão ondulado, uma de sacos de papel e uma unidade de papel); em Santa Catarina (Fraiburgo: uma unidade de celulose e papel); e no Rio Grande do Sul (Farroupilha: uma unidade de papelão ondulado). O grupo possui 2 mil funcionários.

As unidades de papelão ondulado atendem a todos os segmentos de mercado de embalagens, enquanto que a unidade de sacos tem como principais segmentos os de sementes, cimenteiros e alimentícios. “Temos condições de desenvolver qualquer embalagem em todos os segmentos e produtos frigorificados, seja ele para aves, suínos, bovinos, caprinos, entre outros”, afirma Pressanto.

MERCOAGRO 2016

A Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne (MERCOAGRO) está programada para o período de 13 a 16 de setembro de 2016, no parque de exposições da Efapi, em Chapecó. A feira é organizada pela Associação Comercial e Industrial (ACIC) e tem apoio da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

A MERCOAGRO é uma das maiores feiras da indústria da carne no mundo, oferecendo 6.000 metros quadrados de área locável bruta (de um total de 15.000 metros quadrados de área coberta) com toda a infraestrutura necessária para as empresas do dinâmico universo da indústria da carne que envolve, entre outros, os setores de congelamento, refrigeração, automação industrial, ingredientes e aditivos, embalagens, transporte e armazenagem, equipamentos e acessórios, entre outros produtos e serviços.

O diretor de feiras ACIC, Bento Zanoni, analisa que as vendas crescentes decorrem de dois fatores: o prestígio da feira e o bom momento do mercado internacional de carnes. Destacou que a feira notabilizou-se pelo elevado número de transações que oportuniza a cada edição, compensando os investimentos dos expositores, em sua maioria, fabricantes e fornecedores de milhares de itens que formam o conjunto de insumos para o funcionamento das indústrias frigoríficas.

O presidente da ACIC Josias Mascarello informou que a adesão das empresas à 11ª edição é muito boa em face da tradição de eficiência e seriedade demonstradas em 22 anos e dez edições bienais consecutivas.

Veja também

Penas de frango - dando ao resíduo uma nova vida13/08/18 Uma empresa espanhola está procurando usar penas de galinha como uma forma de plástico para dar ao resíduo tradicional uma nova vida. Estima-se que a indústria avícola europeia gerou cerca de 3,1 milhões de toneladas de penas descartadas em 2014. Mas agora Sarah Montes, cientista pesquisadora da firma espanhola Cidetec, acredita que as penas podem ser transformadas. Os......
Exportações do setor agropecuário crescem mais de 150% em um ano22/11/17 O indicador mensal de Comércio Exterior do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV/Ibre/Icomex), que traz os principais dados da balança comercial brasileira, mostram aumento de 31,7% no volume......

Voltar para Notícias (pt)