NOTÍCIAS

Postado em 19 de Março de 2018 às 16h31

Mercoagro 2018 está com 100% dos espaços locados

    O primeiro desafio foi cumprido: todos os espaços destinados aos expositores para a 12ª edição da MERCOAGRO – Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne – foram locados: 250 empresas ocuparão 180 estandes. O segundo desafio é atingir o número de 15 mil visitantes-compradores que, no conjunto, devem fechar negócios da ordem de 160 milhões de dólares.

    Programada para o período de 11 a 14 de setembro próximo, no Parque de Exposições Tancredo Neves, em Chapecó, a Mercoagro é considerada a maior expo-feira do setor na América do Sul. A iniciativa é da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) com apoio das principais entidades do setor agroindustrial da proteína animal.

    “Garantir a presença das maiores e mais avançadas empresas do universo da indústria da carne era o nosso primeiro compromisso. Podemos assegurar que teremos, em Chapecó, a maior vitrine da moderna industrialização,” festejou o gerente da Mercoagro 2018, Nadir José Cervelin.

    As empresas que estão na fila de espera aguardando alguma eventual desistência para expor insistiram, junto a Comissão Central Organizadora, para a criação de um pavilhão adicional. A Comissão, contudo, decidiu não ampliar a área de exposição para não prejudicar as condições de conforto, segurança, acessibilidade.

    “A ampliação da área exigiria a instalação de um pavilhão de lona, climatizado, acoplado aos quatro pavilhões existente. Essa solução atenderia a demanda de expositores do Brasil e do exterior, mas, teria algumas deficiências que poderiam comprometer a reputação da feira,” explicou Cervelin.

    A área bruta total é de 15 mil metros quadrados.

    O diretor de feiras da ACIC Bento Zanoni informou que o Manual do Expositor já foi editado e está disponível no site www.mercoagro.com.br.

    Uma ampla programação científica será desenvolvida paralelamente à feira, tendo como destaque o Seminário Internacional de Industrialização da Carne, previsto para o dia 12 de setembro com a participação de 500 gestores e técnicos de indústrias frigoríficas do Brasil e do exterior sob coordenação do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI.

    As empresas expositores são do Brasil, da Alemanha, Argentina, Áustria, Bolívia, Chile, Colômbia, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Paraguai, Uruguai, França, Islândia, entre outros países.

    Entre os expositores estarão empresas dos setores de refrigeração, automação industrial, ingredientes e aditivos, embalagens, transporte e armazenagem, equipamentos e acessórios, entre outros produtos e serviços para atender a indústria da carne.

    Veja também

    Consumidor brasileiro está mais interessado na carne orgânica, diz Korin14/02/18 A Korin Agropecuária, uma das principais produtoras de alimentos orgânicos no país, vê aumento da demanda no Brasil por carne bovina orgânica, segundo o gerente comercial de bovinos e processados, Luiz Vicente Greco. “O consumidor está despertando para a carne orgânica e percebemos que o consumo vem aumentando, gradativamente”, disse Greco......
    Carnes iniciam movimento de recuperação com demanda de fim de ano05/12/16 Boi Gordo: Viés de baixa perde a intensidade, mas o preço da arroba ainda não tem força para subir Por Scot Consultoria A pressão de baixa no mercado do boi gordo, explicado pelo lento escoamento da carne no......

    Voltar para Notícias (pt)