NOTÍCIAS

Postado em 04 de Abril às 14h28

Mesmo com operação da PF, exportação de carne cresce 4,4% em março

Notícias (42)
MercoAgro - Edição 2016 Apesar da Operação Carne Fraca, ação da Polícia Federal que resultou no fechamento de frigoríficos e na suspensão das exportações da carne brasileira para...

Apesar da Operação Carne Fraca, ação da Polícia Federal que resultou no fechamento de frigoríficos e na suspensão das exportações da carne brasileira para alguns países, as vendas de carnes bovina, suína e de frango para o exterior cresceram em março.
Segundo dados divulgados na segunda-feira (3) pelo Ministério do Desenvolvimento, Comércio Exterior e Serviços, houve alta de 4,4% nas vendas ante março de 2016 segundo o critério da média diária, que leva em conta o valor negociado por dia útil. O valor total exportado subiu 9% no mesmo período.
Separadamente, as exportações da carne bovina foram as únicas a registrar queda no mês. Houve recuo de 6,1% em relação a março de 2016, segundo o critério da média diária.
Também houve queda de 1,7% na vendas de carne bovina, levando-se em conta o valor total exportado em todo o mês de março, que ficou em US$ 404 milhões ante US$ 411 milhões em março do ano passado.
Já as vendas de carne suína e de frango cresceram, levando-se em conta tanto a média diária (alta de 43,2% para a suína e de 7% para a de frango) quanto o valor total exportado em março, comparando-se com o mesmo mês do ano passado (alta de 39,4% nas vendas de carne suína e de 11,74% nas de frango).

Tendência
O diretor do Departamento de Estatística e Apoio à Exportação do ministério, Herlon Brandão, disse que já havia uma “tendência” de queda nas exportações da carne bovina desde o início deste ano, antes de a operação da PF ser deflagrada.
Segundo Brandão, de janeiro a março, as vendas externas do produto caíram 5,1% pela média diária em relação ao primeiro trimestre do ano passado (de US$ 18,7 milhões para US$ 17,2 milhões). O valor total exportado caiu 1,99% no mesmo período (de US$ 1,104 bilhão para US$ 1,082 bilhão).


Impacto
Logo após a Operação Carne Fraca, o ministério chegou a detectar queda na média diária exportada de todas as carnes, mas, segundo Brandão, a situação foi superada.
“Notamos uma menor média diária na quarta semana [de março], logo após a operação. A média exportada, que vinha se mantendo em US$ 60 milhões diários, ficou próxima de US$ 50 milhões. Essa média menor pode ter denotado alguma cautela do mercado, mas não impactou”, disse Brandão.
Para ele, os danos causados pela descoberta de fraudes na produção e comercialização de carnes foram revertidos. “O governo conseguiu reverter todos os principais mercados: União Europeia, Egito, Irã, Japão, Coreia do Sul. A análise é que o pior passou. Foi um susto, mas notamos que rapidamente os embarques se normalizaram e ainda se encerrou o mês com crescimento na exportação de carnes”, declarou Brandão, em entrevista para a divulgação dos dados da balança comercial de março.

Veja também

Alta na exportação de carnes estimula Mercoagro 201625/04/16 O Brasil exportou em março US$ 8,35 bilhões, o que representa uma alta de 5,9% em relação ao mesmo período do ano passado. Esse valor é recorde para o mês, desde que começou a série histórica, em 1997. Do montante, o agronegócio foi responsável por 52,2% de todas as vendas ao mercado exterior. A informação é do......
Minerva continua atenta a oportunidades para crescer na América do Sul06/03 A Minerva Foods continua atenta às oportunidades de expansão dos seus negócios na América do Sul para além dos países em que já possui unidades produtivas, disseram executivos da empresa na quarta-feira (22)......

Voltar para Notícias (pt)