NOTÍCIAS

Postado em 19 de Julho de 2018 às 10h30

Missão chilena visita 17 fábricas no Brasil

  • Mercoagro – Edição 2018 -

O setor de reciclagem animal brasileiro chamou a atenção dos chilenos. Durante 13 dias, uma missão daquele país foi realizada em 17 indústrias de farinhas e gorduras de origem animal, com a finalidade de habilitar novas plantas para a exportação de farinhas e gorduras.
Os técnicos do Chile passaram pelos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo. O país vizinho é um dos maiores mercados compradores dos produtos brasileiros do setor de reciclagem animal e tem grande potencial de crescimento.
A missão foi acompanha e organizada pela Associação Brasileira de Reciclagem Animal (ABRA), junto ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) e o Serviço Agrícola e Pecuário (SAG) do Chile.
Essa foi a segunda missão do país vizinho que a ABRA acompanhou este ano. Para o presidente da associação, Clênio Gonçalves, isso demonstra a importância do setor de reciclagem no Brasil e a qualidade dos produtos ofertados para o mercado mundial.

Fonte: ABRA, adaptado pela equipe feed&food
Foto: Divulgação

Veja também

Exportação de carne resfriada nacional à Israel é celebrada em ação da Abiec26/06/18 Visando celebrar a primeira exportação de carne bovina resfriada enviada à Israel, a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes Bovinas (Abiec) promoveu um workshop no país, na cidade de Tel Aviv. O evento contou ainda com a degustação do churrasco brasileiro. O embarque, realizado em maio, foi oficializado a partir de garantias......
Correias industriais serão apresentadas pela Weco do Brasil18/06/18 A Weco do Brasil participou da última edição da Mercoagro (Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne), visualizou uma feira com boas oportunidades e, neste ano, participará como......
Exportações de carne bovina sobem 16% até maio12/06/18 As exportações de carne bovina brasileira cresceram 16% nos primeiros cinco meses deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, apesar do embargo russo que vigora desde dezembro de 2017 e dagreve dos......

Voltar para Notícias (pt)