NOTÍCIAS

Postado em 02 de Julho às 11h10

Modificação no DNA do porco pode prevenir doenças

  • Mercoagro – Edição 2018 -

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Edimburgo descobriu que uma alteração no
código genético dos porcos pode impedir que o animal seja infectado por umas das doenças mais perigosas, a Síndrome Respiratória e Reprodutiva Suína (PRRS). A enfermidade causa problemas respiratórios e mortes em animais jovens, gerando um prejuízo de US$ 2,5 bilhões só nos Estados Unidos e na Europa.
Os pesquisadores usaram uma técnica de edição genética para remover uma pequena seção do gene CD 163 ao produzir um porco, focalizando na seção que o vírus ataca e deixando o resto da molécula intacta. Christine Tait-. Bukard, professora da Universidade de Edimburgo, avalia os resultados do estudo e alerta para a regulamentação do consumo desse tipo de carne, que é banida na Europa.
"Esses resultados são empolgantes, mas ainda assim serão vários anos antes de comermos sanduíches de bacon de suínos resistentes ao PRRS. Em primeiro lugar, precisamos de uma discussão pública mais ampla sobre aceitabilidade da carne editada por genes que entra na nossa cadeia alimentar, para ajudar a informar os líderes políticos sobre como essas técnicas devem ser regulamentadas", comenta.
O estudo foi financiado pelo Conselho de Pesquisa em Biotecnologia e Ciências Biológicas e foi publicado no Jornal of Virology. De acordo com a Universidade, a edição genética é capaz de reduzir as frequentes perdas na produção e ao mesmo tempo melhoraria a saúde e o bem-estar dos animais.
"Se esses estudos forem bem-sucedidos e o público aceitar essa tecnologia, estaremos procurando trabalhar com empresas de criação de suínos para integrar essas edições genéticas nos estoques comerciais de produção", conclui Christine.

Fonte: Agrolink

Veja também

Pro Soluções apresentará balanças e sistemas de pesagem08/08 A Pro Soluções, fabricante de balanças linha frigorífica e sistemas de pesagem, participará da Mercoagro 2018 (Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne). Com atuação em toda a América do Sul, atende diversos segmentos frigoríficos. A empresa, líder no mercado regional, por meio de suas......
Brasil vai voltar a exportar carnes para mercado filipino28/11/17 A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA, São Paulo/SP) informa que o Departamento de Agricultura do Governo das Filipinas emitiu um memorando reabrindo seu mercado para a carne de frangos, de suínos e de bovinos......

Voltar para Notícias (pt)