NOTÍCIAS

Postado em 25 de Junho às 11h08

Na África do Sul, Maggi desafia Brics a obter resultados mais concretos

  • Mercoagro – Edição 2018 -

Em reunião do grupo de ministros da Agricultura do Brics, na África do Sul, o ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), disse nesta sexta-feira (22) que é preciso atenção à nova geração de obstáculos ao comércio mundial, “que muitas vezes não se baseiam em ciência e ameaçam nossa posição de atores globais na produção e comercialização de alimentos.
Devemos, sobretudo, todos primar pelo respeito às regras da Organização Internacional da Saúde Animal e do Codex Alimentarius, sem o qual não se constrói confiança mútua”.
Durante o discurso, se dirigindo aos colegas do grupo de países (formado pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), destacou reconhecer, desde o início de sua gestão “a importância do diálogo multilateral para superação dos desafios coletivos e para o enfrentamento de ameaças comuns”. Mas criticou a falta de resultados concretos das ações do Brics, “essa já é a terceira reunião da qual participo, e eu me permito compartilhar com os amigos aqui presentes a percepção de que os avanços práticos ocorridos nesse período não refletem a grandeza do potencial conjunto dos países aqui representados”.
O ministro destacou que, “o mundo vive um momento de recrudescimento de discursos e
práticas protecionistas. E esse grupo foi criado para atuar conjuntamente em busca de uma ordem mundial mais justa. Nesse sentido, eu estou convencido que o BRICS pode ter um papel mais efetivo se nos dedicarmos mais diretamente a ser um organismo facilitador do comércio internacional”.
Maggi disse ainda que perseguir esse objetivo não é fácil. “Mas penso que é exatamente por isso que estamos reunidos, para dar mais um passo no caminho que separa a intenção dos resultados concretos”.

Fonte: MAPA

Veja também

Receita de exportações de carne de frango mantém alta de 9% em 201705/06/17 Levantamentos feitos pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) mostram que as exportações brasileiras de carne de frango (considerando todos os produtos, entre in natura, embutidos e processados) totalizaram US$ 2,968 bilhões entre janeiro e maio, resultado que supera em 9% o saldo obtido no mesmo período do ano passado, de US$ 2,722 bilhões. O......
A busca por novos mercados para a carne suína brasileira24/07 No ano passado, a Rússia representou 38% do total de carne suína embarcada para o exterior. Foi devido a essa alta representatividade que o setor produtivo estremeceu diante dos embargos do país ao suíno brasileiro. Em apenas um......
Destaques da suinocultura em 2017 são premiados pela Aurora Alimentos02/02 Incentivar a melhoria da eficiência da cadeia de produção de suínos buscando competitividade nos aspectos social, ambiental e econômico. Essa é o principal objetivo do Prêmio Destaques da Suinocultura desenvolvido......

Voltar para Notícias (pt)