NOTÍCIAS

Postado em 11 de Maio de 2017 às 09h32

Presidente da ABPA recebe Prêmio Carne Forte por atuação em defesa do setor

Mercoagro – Edição 2018 O presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, recebeu na terça-feira (9) o Prêmio Carne Forte, durante a abertura da EXPOMEAT (Feira Internacional de...

O presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, recebeu na terça-feira (9) o Prêmio Carne Forte, durante a abertura da EXPOMEAT (Feira Internacional de Processamento e Industrialização de Aves, Bovinos, Ovinos, Suínos e Pescado), que ocorre até quinta-feira (11), em São Paulo.
Turra foi eleito uma das dez personalidades mais atuantes na defesa e na divulgação da proteína animal brasileira para o mundo. Ele apareceu entre os três mais votados na categoria livre de uma consulta realizada com lideranças de 780 empresas, entre fornecedores, editores de publicações especializadas e dirigentes de entidades públicas e privadas.
O nome do prêmio é uma alusão à Operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal em março deste ano. O presidente da ABPA teve uma atuação intensa nos meses que sucederam a investigação. “Utilizamos todas as plataformas e ações disponíveis, como eventos, coletivas de imprensa, artigos e até missões internacionais, para mostrar ao país e ao mundo que as irregularidades eram de uma parcela ínfima da cadeia nacional, menos de 0,01% dos frigoríficos”, recordou Turra.
A diretora da EXPOMEAT, Maria Antonia Ferreira, destacou que a iniciativa foi mais um esforço para reforçar a imagem do setor. “O Brasil é um dos principais players de proteína animal no mundo. O Prêmio Carne Forte é um reconhecimento à nossa posição de destaque no cenário internacional e um estímulo a essas pessoas lutadoras e abnegadas que trabalham intensamente para reforçar o nosso nível de atividade e excelência”, resumiu.

Francisco Turra

Foi presidente-executivo da Conab, transformando-a, de uma organização com sérios problemas, na empresa pública mais eficiente do Brasil, segundo a Revista Exame.
Em 1998, comandou o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Criou programas como o Moderfrota, além de diversas iniciativas voltadas para o pequeno e médio produtor, que permitiram ao país crescer sua produção em 18% no período. Em sua gestão, os embarques de carne bovina cresceram 81%; de frutas, 71% e de carne de frango, 20%.
Comandou ainda a Diretoria de Agronegócios da Fiergs e a Diretoria de Desenvolvimento do BRDE. Em 2008, assumiu a presidência-executiva da ABEF que depois, fundida com a UBA, formou a União Brasileira de Avicultura (UBABEF). É presidente-executivo da ABPA desde 2014.

Veja também

Agronegócio supera 50% de participação nas exportações brasileiras, em 201627/05/16 O agronegócio vem ampliando cada vez mais sua participação nas exportações brasileiras e já responde por mais da metade das vendas externas em 2016. É o que mostra o recém-publicado Boletim do Agronegócio Internacional, publicado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Em abril, o setor representou 52,5% dos......
Sistema de credenciamento aproximará expositores e visitantes da Mercoagro 201616/12/15 A comissão responsável pelo sistema de credenciamento da Mercoagro 2016, coordenada pelo empresário Mauricio Zolet, trabalha em ritmo acelerado para deixar tudo preparado para entrar no ar na segunda quinzena de janeiro. Fazem parte da......

Voltar para Notícias (pt)