NOTÍCIAS

Postado em 05 de Junho às 15h49

Receita de exportações de carne de frango mantém alta de 9% em 2017

Mercoagro – Edição 2018 Levantamentos feitos pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) mostram que as exportações brasileiras de carne de frango (considerando todos os produtos, entre in natura,...

Levantamentos feitos pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) mostram que as exportações brasileiras de carne de frango (considerando todos os produtos, entre in natura, embutidos e processados) totalizaram US$ 2,968 bilhões entre janeiro e maio, resultado que supera em 9% o saldo obtido no mesmo período do ano passado, de US$ 2,722 bilhões.

O total embarcado chegou a 1,750 milhão de toneladas, volume 5,6% inferior ao obtido nos cinco primeiros meses de 2016, de 1,854 milhão de toneladas.

Em maio, as exportações totalizaram 349,9 mil toneladas, volume 11,1% inferior ao realizado no mesmo período do ano passado, com 393,6 mil toneladas. Em receita, houve retração de 2,6%, com total de US$ 596,9 milhões – frente a US$ 612 milhões registrados em maio de 2016.

“O setor ainda está se recuperando dos efeitos gerados internacionalmente pelos equívocos da divulgação da Operação Carne Fraca. Determinados mercados como China, Hong Kong, Kuwait e outros ainda apresentam desempenho inferior ao registrado no período equivalente de 2016. Vale lembrar, entretanto, que os embarques registrados entre março e junho do ano passado alcançaram patamares extraordinários, em torno de 400 mil toneladas, e que as vendas registradas em maio deste ano estão dentro da média de 2017”, analisa Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA.

Carne suína in natura – As vendas brasileiras de carne suína in natura totalizaram US$ 598,7 milhões entre janeiro e maio, desempenho 30% superior ao obtido no mesmo período do ano passado, de US$ 460,6 milhões. Em volume, os embarques chegaram a 239,7 mil toneladas, número 3,3% inferior ao obtido no mesmo período de 2016, com 247,8 mil toneladas.

Considerando apenas o mês de maio, os embarques chegaram a 41,7 mil toneladas, volume 24,4% menor em relação ao alcançado no quinto mês de 2016, com 55,2 mil toneladas. Em receita, houve retração de 1%, com US$ 112,3 milhões - em maio de 2016, o saldo foi de US$ 113,4 milhões.

“Assim como no setor de aves, diversos importadores de carne suína retraíram suas compras. No caso de suínos, os impactos foram mais significativos, especialmente entre os importadores chineses”, analisa o vice-presidente de mercados da ABPA, Ricardo Santin.

Fonte: Associação Brasileira de Proteína Animal | ABPA

Foto: Jonas Oliveira/ ANPr/ Fotos públicas

Veja também

Volume exportado de carne bovina avança 14% em maio para 129,8 mil t22/06/16 Em receita, a alta foi de 8%, somando US$ 503,5 milhões, ante US$ 467,8 milhões As exportações brasileiras de carne bovina avançaram 14% em maio, para 129,8 mil toneladas, ante vendas externas de 113,9 mil toneladas registradas em maio de 2015. Em receita, a alta foi de 8%, somando US$ 503,5 milhões ante US$ 467,8 milhões. Os dados são da......
Receita com complexo carnes apresenta expansão17/02/16 Foi observado em janeiro passado crescimento de 14,3% no faturamento, US$ 57,3 milhões, e de 27,6% no volume exportado, 28,3 mil toneladas No grupo das carnes, que representa 12,6% das exportações do agronegócio mineiro, foi......
China, Chile e Egito retomam compras de carnes brasileiras27/03 China, Chile e Egito anunciaram ao governo brasileiro a retomada das compras de carnes produzidas no Brasil, sendo que a suspensão de embarques ficará restrita apenas às plantas frigoríficas investigadas na Operação......

Voltar para Notícias (pt)