NOTÍCIAS

Postado em 05 de Abril às 11h19

Ressonância magnética ajuda no controle de qualidade de lombos e presuntos

  • Mercoagro – Edição 2018 -

Pesquisadores da Universidade de Extremadura, na Espanha, desenvolveram um método
que permite determinar as propriedades de lombos e presuntos inteiros usando a ressonância magnética, a mesma técnica não invasiva usada na medicina. Conforme os pesquisadores, o método já foi disponibilizado para a indústria de carne. A informação é do Feed Stuffs.
A ressonância magnética é comumente usada na medicina para examinar órgãos e estruturas do corpo humano, mas agora pesquisadores do Instituto de Carnes (IProCar) da Universidade de Extremadura aplicaram essa mesma tecnologia para verificar as características de presuntos e lombos sem precisar destruí-los.
A partir das imagens das peças, os cientistas analisam algoritmos computacionais e extraem valores numéricos aos quais aplicam métodos estatísticos. Desta forma, as características de qualidade dos produtos à base de carne podem ser previstas.
“A técnica permite conhecer parâmetros como a quantidade de gordura, umidade, cor e alguns atributos sensoriais do produto e, no caso do presunto, também monitorar a difusão do sal durante os diferentes estágios do processo de maturação”, descreveu Trinidad Pérez, membro do IProCar.
Segundo os autores do estudo, a tecnologia combinada é uma alternativa aos métodos
destrutivos de controle de qualidade atualmente utilizados, além de oferecer resultados quase em tempo real.
“Colocamos à disposição da indústria de carnes um método eficaz para obter imagens de
qualquer peça de carne – não apenas lombos e presuntos – de maneira não invasiva, permitindo, além disso, sua posterior comercialização”, disse Pérez. “Sua implementação na indústria de carne é apenas uma questão de tempo, finalizou.”

Fonte e foto: Suíno.com

Veja também

Brasil dará salto no mercado agrícola em dez anos, preveem EUA26/02/16 Daqui a dez anos, a presença brasileira no mercado internacional vai ser bem mais atuante do que a atual. Estimativas divulgadas nesta quinta-feira (18) pelo Usda (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) apontam grandes avanços do Brasil na soja, nas carnes e no algodão. Mas, assim como o Usda prevê bons caminhos para esses produtos, não leva em......

Voltar para Notícias (pt)