NOTÍCIAS

Postado em 10 de Janeiro às 09h51

Sanidade avícola é ferramenta para maximização da produtividade

A avicultura é um importante setor na economia brasileira. O país ocupa a terceira colocação no ranking mundial de produção de carne de frango.  De acordo com o relatório da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em 2016 foram produzidas 12,90 milhões de toneladas de carne de frango e mais de 39 bilhões de ovos.
O aumento do nível de produtividade é estimulado por conta do incremento de novas tecnologias e pelo melhoramento genético das aves. Além disso, a sanidade dos plantéis aviários pode ser utilizada como elemento para maximização da produtividade.
“O controle da pressão de infecções virais, bacterianas, e fúngicas associadas ao controle dos vetores biológicos no ambiente é fundamental para o sucesso econômico da produção. E esse, é um dos maiores desafios enfrentados nos plantéis avícolas atualmente. Por isso, é essencial que os produtores assegurem a sanidade correta do plantel”, afirma o Gerente de Marketing da Unidade de Aves da Ceva Saúde Animal, Marco Aurélio Lopes.
As medidas de biosseguridade são responsáveis pelo controle e erradicação de agentes patogênicos nos rebanhos comerciais. O programa deve assegurar que em todas as etapas de criação, sejam identificadas as origens de possíveis vetores e agentes infecciosos, para que sejam criadas medidas para prevenir e restringir o acesso ao plantel.
A higienização das instalações é uma das medidas fundamentais para a sanidade da produção. Os procedimentos de limpeza e desinfecção associados ao vazio sanitário são indispensáveis para minimizar os riscos de infecções, e garantir a salubridade do ambiente.
Outro ponto importante é a padronização da vacinação em campo, pois o processo pode falhar em vários pontos que vão desde o armazenamento até a administração da vacina.
“A imunização correta das aves é indispensável no ciclo produtivo, pois garante que o animal desempenhe todo seu potencial e, consequentemente, gerar os resultados esperados”, explica Lopes.
Além dos cuidados com a sanidade e saúde do ambiente, o produtor também deve investir em medidas para garantir do bem-estar animal. “Medidas simples que evitem o estresse da ave estimulam a produtividade no plantel”, finaliza Lopes.

Fonte: Avicultura Industrial

Veja também

ABPA apoia estudos de consulta na OMC sobre dumping chinês13/07 A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) apoia a realização de estudos sobre eventuais consultas no âmbito da Organização Mundial do Comércio (OMC) para tratar da decisão do Ministério do Comércio da China (MOFCOM) pela aplicação de medidas de tarifas à carne de frango brasileira, como direito antidumping......
Em 41 anos produção de frango salta de 373 mil/t para 13,23 mi/t02/03 O produto agropecuário brasileiro cresceu mais de quatro vezes entre 1975 e 2016, registrando 80,6% do crescimento da produção agropecuária no país aos ganhos com a produtividade. Nesse período, de 41 anos, a......

Voltar para Notícias (pt)