NOTÍCIAS

Postado em 16 de Janeiro às 10h29

Seara quer dobrar produção de frango natural em 2018, após alta de 87% nas vendas

A Seara, marca do grupo JBS, elevou o volume de vendas de frangos produzidos sem
antibióticos, sem hormônio e sem conservantes em 87% no ano passado, informou a
processadora de carnes na segunda-feira (15).
A Seara espera dobrar a produção de itens com frango natural em 2018 e está
aumentando o número de plantas aptas a produzir estes produtos. A empresa habilitou
recentemente a unidade de Itapetininga (SP) e pretende habilitar mais uma planta para produzir
esse tipo de produto no primeiro trimestre. A unidade em Amparo (SP) já realiza esse tipo de
produção.
“Atualmente, cerca de 40% dos consumidores têm como principal driver de compra a
saudabilidade do alimento, no qual os frangos naturais têm um destaque ainda maior”, disse o
diretor executivo de In Natura para Mercado Interno da Seara, Ivan Siqueira, em nota.
“O Brasil é um mercado com grande potencial para este nicho de produto e que vem
registrando altas taxas de crescimento. Quando comparamos dezembro de 2017 ao mesmo mês
de 2016, por exemplo, registramos um aumento de 118% na produção e de 212% nas vendas.” 
O frango natural é vendido por meio da marca Seara DaGranja, lançada pela JBS em
2015. A marca tem uma linha de 18 produtos, incluindo frangos inteiros, cortes de bandeja,
produtos congelados e pratos prontos. Em 2017, a Seara lançou a linha Seara DaGranja Turma
da Mônica, com cortes feitos no tamanho adequado para crianças, vendidos em embalagens de
600 gramas.

Fonte: Anna Flávia Rochas/Carnetec

Veja também

Confiança do Agronegócio sobe 6,7 pontos no 3º trimestre, para 99,1 pontos14/11/17 O Índice de Confiança do Agronegócio (IC Agro), medido pelo Departamento do Agronegócio (Deagro) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), subiu 6,7 pontos no 3º trimestre deste ano em relação ao 2º trimestre, ficando em 99,1 pontos, indicando uma......
Carnes iniciam movimento de recuperação com demanda de fim de ano05/12/16 Boi Gordo: Viés de baixa perde a intensidade, mas o preço da arroba ainda não tem força para subir Por Scot Consultoria A pressão de baixa no mercado do boi gordo, explicado pelo lento escoamento da carne no......

Voltar para Notícias (pt)