NOTÍCIAS

Postado em 15 de Janeiro de 2018 às 08h57

Soluções para evitar antibióticos na alimentação de animais são apresentadas

  • Mercoagro – Edição 2018 -

O cuidado com a alimentação animal e o uso de produtos que não causem impactos na saúde humana e  ao meio ambiente é um dos focos principais dos consumidores atuais e faz parte do conceito de saúde única.
Com o rápido crescimento econômico e demográfico dos mercados emergentes no mundo,
espera-se um aumento da classe média – estimada em cerca de 5 bilhões de pessoas até 2030  - com uma maior necessidade de proteína animal de qualidade. E muitas dessas pessoas estão focadas em uma melhoria de saúde e bem-estar animal, querendo alimentos que sejam produzidos de forma mais natural, sem o contato com produtos que possam trazer algum dano – seja para a própria saúde, quanto para o meio ambiente.
Por conta deste novo tipo de pensamento, a Kemin, com sua equipe de pesquisadores e
técnicos, pesquisa frequentemente soluções e inovações que ofereçam uma plataforma de
serviços e programas alternativos aos antibióticos, mas que mantenham a produtividade animal sem prejudicar a saúde ou o desempenho.
A Kemin disponibiliza o programa Alternativas aos Antibióticos (ABA). Uma ferramenta que
busca apresentar informações atualizadas sobre soluções que poderão auxiliar na transição para uma produção livre ou com mais baixas inclusões de antibióticos melhoradores de desempenho, além de pesquisas científicas e mercadológicas sobre o assunto.
“É um meio de informação bem simples, que pode tirar todas as dúvidas das pessoas com
relação a este assunto. É a nossa obrigação informar nossos clientes como estamos pensando e o que estamos fazendo para poder realizar os desejos dessa nova geração que está surgindo”, revela Leonardo Schlittler Silva, Gerente de Monogástricos da Kemin.
Os produtos alternativos aos antibióticos melhoradores de desempenho da Kemin garantem
uma melhor absorção de nutrientes, manutenção da microbiota intestinal, biossegurança e
melhoria de desempenho dos animais, sejam eles aves ou suínos.

Fonte: Suinocultura Industrial

Veja também

Minerva diz que EUA vão comprar carne bovina paraguaia19/10/17 A Minerva S.A. informou na segunda-feira (16) que os Estados Unidos aprovaram compras de carne bovina paraguaia. Unidades frigoríficas do Paraguai que solicitaram habilitação para exportar aos EUA passarão agora por inspeção sanitária, antes de receberem autorização definitiva para exportar aos norte-americanos. “Esse processo deverá ter......
Projeto que regulamenta destinação de carcaças de animais é aprovado23/11/17 A Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (21/11), o projeto de lei (PL) 5851/2016 que trata do aproveitamento de carcaças de animais de......
Entidades defendem qualidade da indústria brasileira da carne28/03/17 Faesc, Sindicarne e Acav emitiram notas oficiais no dia em que a Operação da Polícia Federal foi deflagrada. Confira as notas na íntegra: SINDICARNE E ACAV: O Sindicato das Indústrias da Carne e Derivados no Estado de......

Voltar para Notícias (pt)