Salão de Inovação

Salão de Inovação

O Salão de Inovação tem o objetivo de apresentar projetos com o intuito de inovar, empreender e solucionar problemas relacionados a cadeia produtiva da carne. O Instituto SENAI de Tecnologia em Alimentos e Bebidas juntamente com outras instituições de ensino selecionará os melhores projetos para apresentar aos participantes da feira. Serão apresentados durante a Mercoagro 30 projetos em três grandes painéis, sendo dois deles localizados na interligação do Pavilhão Amarelo (4) e Pavilhão Verde (3) e um painel ao lado do Espaço do SENAI no Pavilhão Vermelho (1).

Para participar do Salão de Inovação é necessário realizar a submissão do resumo de um projeto, conforme orientações descritas no Regulamento para Submissão de Trabalhos. O projeto precisa estar relacionado ao tema Cadeia Produtiva da Carne.

Os trabalhos serão avaliados por uma Comissão de Avaliação e os que tiverem as melhores pontuações serão aprovados. Os critérios de avaliação estão descritos no Regulamento para Submissão de Trabalhos.

Os interessados devem encaminhar o resumo do projeto até 15/07 conforme ANEXO A do regulamento para o e-mail: salaodeinovacao@sc.senai.br dentro do período determinado.

Em caso de dúvidas sobre o Salão de Inovação, por favor entrar em contato com o Instituto SENAI de Tecnologia em Alimentos e Bebidas, através do telefone (49) 3321 7345, falar com Gabrieli Nicoletti.

CONFIRA ABAIXO OS TRABALHOS SELECIONADOS

1. APLICAÇÃO DE FIBRA VEGETAL EM SALAME ITALIANO: OPORTUNIDADES NA MELHORIA DA QUEBRA DE PESO E REDUÇÃO DE UMIDADE.
2. AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DA INSENSIBILIZAÇÃO DE BOVINOS ABATIDOS COM USO DE PISTOLAS PNEUMÁTICAS DE DARDO CATIVO
3. AVALIAÇÃO DA PRESENÇA DE CAMPYLOBACTER spp. EM CARCAÇAS DE FRANGO: UMA REVISÃO
4. AVALIAÇÃO DA QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DE PRODUTOS CÁRNEOS DE PEQUENAS AGROINDÚSTRIAS
5. AVALIAÇÃO DA SUBSTITUIÇÃO DA PROTEÍNA TEXTURIZADA DE SOJA POR LEVEDURA CERVEJEIRA EM HAMBÚRGUERES DE CARNE BOVINA
6. AVALIAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE TRIPOLIFOSFATO E DIFERENTES MÉTODOS DE CURA E MARINAÇÃO NA ELABORAÇÃO DE BACON
7. COCORIKO E COOPIG: PLATAFORMAS DE GESTÃO E MONITORAMENTO DE PRODUTIVIDADE PARA AVICULTURA E SUINOCULTURA
8. DESEMPENHO E COMPORTAMENTO DE PINTINHOS SUBMETIDOS AO ESTÍMULO COM USO DE ROBÔ.
9. DESENVOLVIMENTO DE FAROFA TIPO “PAÇOCA” COM CARNE DE PESCOÇO DE PERU DESIDRATADA E SALGADA
10. DESENVOLVIMENTO DE HAMBURGUER FUNCIONAL
11. DESENVOLVIMENTO DE LINGUIÇA FRESCAL SUÍNA TIPO CAIPIRA COM ADIÇÃO DE HORTELÃ DESIDRATADA
12. DESENVOLVIMENTO DE PATÊ DE FÍGADO RÃ-TOURO
13. DESENVOLVIMENTO DE PIRÃO INSTANTÂNEO DE PEIXE
14. DESENVOLVIMENTO DE PRESUNTO DEFUMADO DE TILÁPIA COM TEOR REDUZIDO DE SÓDIO
15. DESENVOLVIMENTO DE QUIBE DE CORDEIRO
16. DESENVOLVIMENTO LINGUIÇA DEFUMADA MATURADA DE OVINOS
17. DETECÇÃO DE CAMPYLOBACTER SPP DURANTE O PROCESSAMENTO DE CARCAÇAS DE FRANGO
18. DETECÇÃO DE SALMONELLA EM CARNE MECANICAMENTE SEPARADA
19. EFEITOS DA ADIÇÃO DE DIFERENTES CULTURAS STARTERS NO DESENVOLVIMENTO DE EMBUTIDO FERMENTADO COM CARNE SUÍNA DE MATRIZES.
20. HAMBÚRGUER DE FRANGO ENRIQUECIDO COM PROTEÍNA DE FÍGADO
21. MONITORAMENTO EM TEMPO REAL DA TEMPERATURA E UMIDADE DE PRODUTOS REFRIGERADOS
22. NÍVEL DE ANOMALIA WHITE STRIPING AFETA PH, COR E CAPACIDADE DE RETENÇÃO DE ÁGUA DA CARNE DE PEITO DE FRANGO 
23. OTIMIZAÇÃO DE SISTEMAS PRODUTIVOS COM USO DO SOFTWARE AGROSIMULADOR E FERRAMENTAS DE AGRICULTURA DE PRECISÃO
24. PALETE HÍBRIDO COMPOSTO DE LÂMINA DE PAPELÃO E RESINA POLIMÉRICA DOTADO DE TECNOLOGIA DE RASTREABILIDADE RFID
25. R-SUI SISTEMA DE RASTREABILIDADE DA CARNE SUÍNA
26. SNACK FUNCIONAL COM APROVEITAMENTO DE SUBPRODUTOS DA INDÚSTRIA DE PESCADO
27. TELEMETRIA E CONTROLE DE BAÚS FRIGORÍFICOS
28. TESTE DE VACUO UTILIZADO NA CONSERVAÇÃO DE PRODUTOS E EMBALAGENS QUE USAM VACUO EM SEU PROCESSO.
29. UTILIZAÇÃO DE COMPOSTOS FENÓLICOS DE RESÍDUOS DA FABRICAÇÃO DE VINHO NA INIBIÇÃO DE CAMPYLOBACTER DE ORIGEM AVÍCOLA
30. W-AVIS: A INOVAÇÃO QUE A AVICULTURA PRECISA