Sobre a Feira (pt) › CONHEÇA A ACIC

ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE CHAPECÓ

ACIC: 70 ANOS DE HISTÓRIA

Mercoagro – Edição 2018 A Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) foi fundada em 10 de maio de 1947 com o objetivo de ser uma entidade empresarial representativa do comércio, indústria,...

A Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) foi fundada em 10 de maio de 1947 com o objetivo de ser uma entidade empresarial representativa do comércio, indústria, prestação de serviços e agropecuária.

Há 70 anos, o empresário Serafim Enoss Bertaso era eleito o primeiro presidente da entidade. Não começava ali a história econômica do Município, mas ali se começava a escrever a história da organização política das classes produtoras que, nesses 100 anos de emancipação administrativa e sete décadas de associativismo empresarial, legaram a Santa Catarina um dos mais eloquentes paradigmas de trabalho e desenvolvimento.

A ACIC, que representa 85% do PIB chapecoense, desenvolve ações consistentes na defesa dos interesses da classe empresarial e do bem-estar da coletividade. É reconhecida no cenário estadual pela sua atuação de vanguarda, com posicionamentos que visam assegurar direitos da cidadania e o desenvolvimento da livre iniciativa. Declarada de utilidade pública através da Lei Municipal 114/80, de 01 de dezembro de 1980, e pela Lei Estadual 5874, de 07 de maio de 1980.

Em 15 de dezembro de 1999, inaugurou sua nova sede no condomínio CESEC – Centro Executivo do Sistema Empresarial de Chapecó, juntamente com CDL e Sicom. O funcionamento das três entidades em um mesmo local representa um grande avanço para o setor empresarial, no sentido de contribuir para o fortalecimento de parcerias e para a união da classe.

É com o senso de visão histórica e de compreensão do papel na sociedade contemporânea que, biênio após biênio, os presidentes das Diretorias Executivas, ao lado do Conselho Deliberativo, assumiram o comando desta que é uma das mais representativas entidades de Santa Catarina.

Desde os primórdios, a crença nos valores do trabalho predominou. Esperança, força e coragem, pouco capital financeiro para investimento, ausência total de recursos tecnológicos, nenhuma preocupação com a derrota e o fracasso marcaram nossos primeiros empreendedores. Eles foram, acima de tudo, trabalhadores visionários, labutando ombro a ombro com seus pares, de tal forma que resultava indistinta a divisão de classes entre detentores do capital e detentores do trabalho. Patrões e trabalhadores se harmonizavam numa vinculação laborativa de cooperação e solidariedade que permeava a maior parcela das relações de trabalho da primeira metade de nossa história.

Esse registro é fundamental na tipificação dos protagonistas daqueles tempos para realçar que a origem de nosso empresário não está vinculada a grande concentração de capital, ao controle de muitos meios de produção ou a subordinação de grandes contingentes de mão de obra, mas resulta, invariavelmente, do trabalho perseverante, continuado, pertinaz de um agente econômico com incrível capacidade de transformar o meio em que atua.

Mesmo transcorrido sete décadas, a ACIC traz como marca de sua atuação uma surpreendente capacidade de mudanças e transformações para enfrentar os novos e inquietantes tempos, mas mantém imutáveis os mesmos compromissos solenemente anunciados pelo pioneiro Serafim Bertaso nos idos da década de 1940.

Por isso, a ACIC atua para tentar reduzir ao mínimo as angustiantes incertezas de nossa era contemporânea, oferecendo oportunidades de debate, de formação, de informação e de intercâmbio que buscam antecipar os cenários desse novo século. Fundamentalmente, porém, a ACIC mantém-se vigilante na defesa dos valores sociais do trabalho e da livre iniciativa, na preservação dos postulados de um mercado minimamente regulamentado e sem as distorções da tecnoburocracia, na valorização do empreendedorismo, fundamentada nas liberdades democráticas para a construção de uma sociedade livre, pluralista, justa e solidária.

Mercoagro – Edição 2018 Representar os segmentos econômicos de Chapecó estimulando a livre iniciativa e trabalhando como agente de mudanças. Atender com eficiência e eficácia as necessidades dos associados...

Representar os segmentos econômicos de Chapecó estimulando a livre iniciativa e trabalhando como agente de mudanças. Atender com eficiência e eficácia as necessidades dos associados correspondendo a suas expectativas. Ser a indutora de ações para o fortalecimento da classe empresarial, oportunizando condições para o surgimento de novos mercados e ampliação dos já existentes.

Mercoagro – Edição 2018 Ser líder no processo de desenvolvimento de Chapecó e região.

Ser líder no processo de desenvolvimento de Chapecó e região.

Voltar para Sobre a Feira (pt)