Notícias

Carne frango: volume destinado aos 10 principais importadores aumentou 8,75%; a receita, quase 18,5%

Carne frango: volume destinado aos 10 principais importadores aumentou 8,75%; a receita, quase 18,5%
16/Setembro/2021
Compartilhar:

Responsáveis por, praticamente, um terço da carne de frango exportada pelo Brasil, os três principais importadores continuam absorvendo volume menor que o do mesmo período de 2020. A China com queda de 5,64%, a Arábia Saudita, de 6,41% e o Japão de 2,30%.

Além deles, entre os 10 primeiros, apenas a Coreia do Sul vem registrando importações menores (redução de 10,86% no ano). Mas a perda ocasionada pelos quatro vem sendo amplamente compensada pelo aumento dos outros 60% do bloco, com destaque especial para o México (+750%) e as Filipinas (+93%). Com isso, o total exportado para esse conjunto de países aumentou 8,75% nos primeiros dois terços do ano.

E uma vez que entre os demais importadores o volume embarcado também apresenta aumento – de 3,93% no período – o total exportado registra expansão próxima de 7%.

Graças, no entanto, à forte valorização da carne de frango no mercado internacional no decorrer deste ano, bem mais significativo é o incremento na receita do setor. Assim, se ocorreu alguma perda no volume embarcado, o mesmo não pode ser dito em relação à receita cambial, negativa apenas na China e na Coreia do Sul, mas em proporção menor que a queda no volume.

Com isso, a receita cambial advinda dos 10 principais importadores aumentou cerca de 18,5% neste ano, enquanto a propiciada pelos demais importadores teve alta de 15,78%. Tudo computado, a receita cambial global do setor aumentou quase 17,5%, o segundo melhor resultado de todos os tempos para o período.

Fonte: AviSite

APP Mercoagro

Baixe nosso App
e acompanhe a
Mercoagro na
palma da mão

App Mercoagro - Google playApp Mercoagro - App Store