Notícias

Marfrig doa carnes no Uruguai em meio à crise de covid-19

Marfrig doa carnes no Uruguai em meio à crise de covid-19
03/Abril/2020
Compartilhar:

A Marfrig disse na quinta-feira (02) que doará 48 mil latas de carne para complementar cestas de emergência distribuídas para famílias em situação de vulnerabilidade pelo governo uruguaio em meio à crise causada pela covid-19.

A Marfrig também distribuirá semanalmente, pelos próximos dois meses, 3,5 mil refeições à base de carne bovina nas cidades uruguaias nas quais mantém operação: Fray Bentos, Salto, San Jose, Tacuarembó e Tariras.

A companhia também criou fundo para contribuição em cada uma de suas plantas uruguaias, que concentrará doações semanais de fornecedores ao Fundo Solidário Covid-19, iniciativa do governo do país para mitigar os efeitos da pandemia de coronavírus.

A empresa brasileira tem cinco unidades de produção no Uruguai, onde é a maior companhia de abate e exportação, e emprega 3,5 mil pessoas.

"É fundamental que todos nós coloquemos nossos maiores esforços para o combate à pandemia", disse o presidente da Marfrig no Uruguai, Marcelo Secco, em nota.

“Temos não só que garantir o abastecimento da população como também operar com a máxima responsabilidade, colocando a saúde e a segurança de nossos colaboradores e suas famílias em primeiro lugar.

A Marfrig já havia anunciado no mês passado que faria a doação de R$ 7,5 milhões ao Ministério da Saúde brasileiro para a compra de 100 mil testes rápidos de diagnóstico da covid-19, além da fabricação de 10 toneladas mensais de álcool em gel na fábrica de Promissão (SP).

Medidas de prevenção

A Marfrig pretende manter as operações em suas unidades durante a crise do coronavírus, adotando medidas de prevenção à covid-19 em todas as suas instalações, conforme informou no fim de março.

A empresa detalhou em comunicado na quinta-feira (02) que entre as medidas de prevenção adotadas estão a aferição diária da temperatura corporal de todos os 18 mil funcionários, aumento dos intervalos entre os turnos de trabalho, redução do fluxo de pessoas nos refeitórios, suspensão de visitas às unidades de produção, além de medidas de limpeza e desinfecção mais frequentes.

A empresa também sinalizou suas unidades para que os colaboradores mantenham a distância recomendada pelas autoridades de saúde. Trabalhadores com mais de 60 anos de idade, grávidas, portadores de doenças crônicas e indivíduos com sintomas de gripe foram afastados preventivamente.

A Marfrig disse ainda que aumentou a circulação de ônibus para transporte dos trabalhadores, ajustando horários e adotando medidas de distanciamento, conforme o recomendado pelas autoridades de saúde.

Empresas de produção de alimentos são consideradas essenciais para abastecimento da população durante a pandemia e podem continuar operando.

A ministra da agricultura, Tereza Cristina, disse na quarta-feira (01) que o Mapa está trabalhando para garantir o abastecimento, produção e distribuição de alimentos no país e que não há notícias de falta de alimentos em nenhuma cidade, segundo comunicado divulgado pelo ministério.

Fonte: CarneTec

Termos de Uso e Aviso de Cookies

Cookies: a Mercoagro salva estatísticas de visitas para melhorar sua experiência de navegação, obtenha mais informações em nossa Política de Privacidade


Realização:

ACIC Chapecó

Comercialização:

Enterprise

Parceira:

Prefeitura de Chapecó