Notícias

Brasil exporta 4 mil cabeças de gado para o Líbano

Brasil exporta 4 mil cabeças de gado para o Líbano
15/Setembro/2020
Compartilhar:

O Porto Rio Grande (RS) começa a embarcar nesta quinta-feira (10) quatro mil cabeças de gado vivo para o Líbano e 22 mil cabeças para a Turquia, totalizando 26 mil animais exportados. A fazenda que envia os animais ao Líbano é a Estância del Sur, de Capão do Leão, região próxima de Pelotas. Os terneiros são cruzamentos de raças europeias como Angus e Brangus, vêm de fazendas gaúchas, têm entre sete e doze meses de idade, pesam cerca de 250 quilos e são “inteiros” ou não castrados.

Serão necessários pelo menos cinco dias para fazer o embarque dos animais. De acordo com Leila Vettorello, gerente geral de vendas e operações da operadora portuária Sagres, responsável pelo embarque total para o Líbano e de 14.500 cabeças para a Turquia, o tempo se dá de acordo com a disponibilidade de caminhões carregados e o tempo que eles levam para chegar ao porto. O navio “MV Nada”, de bandeira panamenha, consegue embarcar o lote de dois caminhões ao mesmo tempo. A viagem leva cerca de 28 dias. A operadora responsável pelas demais 7.500 cabeças para a Turquia é a Vanzin.

O diretor de exportação da Estância del Sur, Vinícius Pilz, afirmou à ANBA que esta é a primeira venda da fazenda ao Líbano. Outros mercados árabes que a companhia trabalha são Jordânia e Egito. “Estamos em conversa com compradores do Iraque e a Arábia Saudita, e esperamos vender mais ao Líbano, estamos em contato frequente com o comprador”, disse Pilz. Este ano, a Estância del Sur já enviou dois navios ao Egito, totalizando 20 mil cabeças, e um navio para a Jordânia com 10 mil cabeças de gado vivo.

Sem contar este novo embarque, este ano, já foram exportadas aos países árabes aproximadamente 45 mil cabeças de gado pelo Porto Rio Grande, o equivalente a 11,8 mil toneladas, que somaram US$ 23,34 milhões.

De janeiro a agosto, o Brasil exportou US$ 111 milhões em gado vivo aos árabes, valor 39,3% menor que o do mesmo período do ano passado, totalizando 59,36 mil toneladas, o que equivale a cerca de 237.400 cabeças de gado. Os principais países árabes compradores são Iraque, Egito, Arábia Saudita, Líbano e Jordânia.

Para o mundo, o total exportado pelo Brasil em gado vivo até agosto deste ano foi US$ 131 milhões, queda de 47% no mesmo comparativo. A Turquia aparece em quarto lugar entre os maiores compradores, atrás do Iraque, Egito e Arábia Saudita. Os dados são da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Os principais portos que realizam embarques de gado vivo no Brasil são Rio Grande, Paranaguá e Santos.

Fonte e foto: ANBA – Agência de Notícias Brasil-Árabe

APP Mercoagro

Baixe nosso App
e acompanhe a
Mercoagro na
palma da mão

App Mercoagro - Google playApp Mercoagro - App Store